29.11.2017 - 05:18

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Ruy Carneiro defende unidade do PSDB em torno do nome de Geraldo Alckmin para disputa de 2018

Na opinião de Ruy, é fundamental buscar um meio de virar a página da crise nacional e concentrar forças no reaquecimento da economia, na retomada dos investimentos da União, sobretudo os que poderão garantir a geração de emprego e renda de maneira sustentável, ampliando a infraestrutura social e econômica brasileira.



Reconduzido por unanimidade ao diretório do partido na Paraíba, o presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, acredita que a legenda terá maior legitimidade para reunir forças que garantam a retomada do crescimento econômico do Brasil se for capaz de unir-se internamente. O momento, defende, é de somar, é de juntar esforços, de agregar valores em torno de um projeto que aponte para um futuro diferente. Ruy aposta no entendimento dentro da sigla para escolher o presidenciável e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como novo presidente nacional do PSDB no congresso marcado para dezembro.

“Estamos todos desafiados a nos concentrar numa agenda em favor do Brasil, uma agenda que não é apenas de reformas, mas sobretudo de oportunidades, de cuidados com as pessoas”, avalia Ruy. “O PSDB sabe governar de maneira eficiente, com um modelo de gestão capaz de ampliar a capacidade de investimento do Estado brasileiro. A gente soube superar a inflação quando o Brasil nos deu essa missão. Agora, devemos mostrar que somos capazes de construir um projeto de união nacional e apontar um caminho novo para o país”, argumentou.

Ruy Carneiro, que é pré-candidato a deputado federal, esteve nos últimos dias em Brasília entre reuniões de trabalho em favor da liberação de recursos para a Paraíba e articulações políticas no diretório nacional do PSDB. “Nosso partido acaba de concluir um documento, elaborado pelo Instituto Teotônio Vilela e denominado ‘Gente em primeiro lugar: o Brasil que queremos’, que traz as bases desse projeto que queremos, de retomada de crescimento econômico, de combate à pobreza e às desigualdades sociais. É o projeto que devemos apresentar ao Brasil na sucessão presidencial”, comentou.

Na opinião de Ruy, é fundamental buscar um meio de virar a página da crise nacional e concentrar forças no reaquecimento da economia, na retomada dos investimentos da União, sobretudo os que poderão garantir a geração de emprego e renda de maneira sustentável, ampliando a infraestrutura social e econômica brasileira.

“O Nordeste deve estar no centro dessa agenda de desenvolvimento, reduzindo suas desigualdades e sobretudo buscando inserir seus 57 milhões de habitantes na economia, com nova infraestrutura, com indústria, comércio e serviços modernos, potencializando suas vocações naturais, mas estimulando novas atividades produtivas. Somos uma parte significativa da solução dos problemas nacionais”, acrescenta


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....


SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA

SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA


ver todos os vídeos