14.11.2017 - 04:50

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Rompimento à vista: Líder do PSDB no Senado defende saída dos tucanos do governo Temer

O tucano elogiou a decisão do deputado federal afastado Bruno Araújo (PSDB-PE), que entregou o cargo de ministro das Cidades e afirmou que esta decisão demonstra o papel que a legenda deve tomar a partir de agora.



O líder da bancada tucana no Senado Federal, Paulo Bauer (PSDB-SC), defendeu, na tarde desta segunda-feira (13), o desembarque do partido do Governo do presidente Michel Temer (PMDB).

O senador afirmou, porém, que esta saída deve ser de forma harmoniosa.

“Não podemos ter alguma postura de ruptura, confronto ou divergência. Nós temos que tocar nosso projeto de eleição presidencial independente do Governo”, ponderou.

O tucano elogiou a decisão do deputado federal afastado Bruno Araújo (PSDB-PE), que entregou o cargo de ministro das Cidades e afirmou que esta decisão demonstra o papel que a legenda deve tomar a partir de agora.

“Tem que entender que esta é uma decisão pessoal. Isso para mim é uma demonstração de que o PSDB não tem apego ao cargo. Nós ajudamos já o Governo com a participação do ministro, mas não condicionamos o nosso apoio ao exercício de cargos”, declarou.

Sobre a crise envolvendo o paraibano Cássio Cunha Lima e o senador Aécio Neves, Bauer preferiu não emitir opiniões relacionadas as divergências internas.

“Eu não faço nenhum comentário sobre o partido, porque considero que nós estamos próximos de uma convenção e é na convenção que vamos resolver todos os problemas, criando um ambiente saudável para que o PSDB possa se preparar para a campanha presidencial”, finalizou.


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....


SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA

SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA


ver todos os vídeos