16.02.2017 - 04:25

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Presidente da Assembleia da PB diz que Energisa forjou forjou “gato” em sua casa para cobrar multa

Na época, Gervásio abordou o assunto na tribuna da Casa, após a denúncia ter sido exposta pelo deputado Trócolli Júnior (PROS).



Em 2013, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia (PSB) acusou a Energisa de forjar ‘gatos’ de energia elétrica em sua casa para cobrar multa.

Na época, Gervásio abordou o assunto na tribuna da Casa, após a denúncia ter sido exposta pelo deputado Trócolli Júnior (PROS).

Gervásio afirmou que funcionários da Energisa queriam quebrar a parede de sua residência para encontrar a suposta irregularidade.

“Eles puxaram fio, minha casa ficou sem energia, foi um constrangimento total. Eles estão fazendo isso em toda a Paraíba”, contou Gervásio Maia há três anos.

O ‘caso do fio preto’ foi investigado pelo Ministério Público da Paraíba e arquivado após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o MP e a distribuidora de energia elétrica. A Energisa se prontificou a pagar R$ 800 mil a órgão do MP e ao Hospital Padre Zé.

No entanto, vereadores de João Pessoa e deputados estaduais estão propondo novamente um debate sobre o tema.

Na tarde desta quarta-feira (15),  o deputado Anísio Maia (PT) conseguiu 20 assinaturas e protocolou requerimento para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)  na Assembleia Legislativa para apurar o caso.

A vereadora Raíssa Lacerda (PSD), que também fez a denúncia no passado, prometeu mobilizar os seus colegas na Câmara para também instalar uma CPI na Casa.


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....

XANGAI E MACIEL MELO. UM SOM....


SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA

SALVE ZÉ MARCOLINO E LUIZ GONZAGA


ver todos os vídeos