16.05.2018 - 09:27

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Nova pesquisa da CNT aponta que Lula não perde votos, mesmo estando preso na PF em Curitiba

Na pesquisa estimulada (a 1ª após a prisão de Lula), o petista obteve 32,4% das intenções de votos.



A nova pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) sobre a sucessão presidencial mostra o quanto é arraigada a vinculação de uma expressiva fatia do eleitorado nacional com o ex-presidente Lula.

Na pesquisa estimulada (a 1ª após a prisão de Lula), o petista obteve 32,4% das intenções de votos.

Esse foi o primeiro levantamento realizado pela CNT/MDA após a prisão do ex-presidente, no último dia 7 de abril.

Na 2ª posição aparece o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), com 16,7%, seguido por Marina Silva (Rede), com 7,6%, e pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 5,4%.

O ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) surge em quinto lugar, com 4% das intenções de voto.

Com Lula fora da pesquisa, Bolsonaro lidera com 20,7%.

Marina tem 16,4%; Ciro 12%; Fernando Haddad (4,4%).

O índice de indecisos beira os 50%.

A pesquisa espontânea (quando não são mostrados os nomes dos presidenciáveis) mostra apenas dois competidores: Lula 18,6% das intenções de voto; Bolsonaro com 12,4%; Ciro 1,7%; Marina 1,3%; Alckmin 1,2%,


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

COMPORTA DO AÇUDE DE BOQUEIRÃO É ABERTA

COMPORTA DO AÇUDE DE BOQUEIRÃO É ABERTA


DESCASO NO HOSPITAL EDSON RAMALHO, EM JOÃO PESSOA

DESCASO NO HOSPITAL EDSON RAMALHO, EM JOÃO PESSOA


ver todos os vídeos