30.11.2017 - 08:50

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Deputada Camila Toscano contesta LOA proposta pelo Estado através do governador Ricardo Coutinho

Camila destacou que os Poderes e órgãos, a exemplo da Defensoria Pública, não estava pedindo aumento e sim uma revisão dos cortes promovidos para o orçamento do próximo ano.



A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) lamentou a forma como os deputados da base governista aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA), segundo ela, sem diálogo com os Poderes. Para a parlamentar, o governador Ricardo Coutinho (PSB) mostra intransigência.

“A aprovação da LOA pelos 22 deputados da base do governo causa um mal estar entre as instituições. Instituições essas, que deveriam ter uma relação harmônica, mas que fica difícil com o governador achando e se comportando como o senhor da razão”, lamentou a deputada.

Camila destacou que os Poderes e órgãos, a exemplo da Defensoria Pública, não estava pedindo aumento e sim uma revisão dos cortes promovidos para o orçamento do próximo ano. “A não revisão para o duodécimo dos poderes em 2018 vai afetar diretamente o atendimento à população. Serão diversos municípios sem comarcas e até sem defensores”, afirmou.

A LOA foi aprovada em regime de urgência. A matéria foi aprovada na Comissão de Orçamento, com relatoria do deputado Jeová Campos (PSB), em substituição ao deputado João Gonçalves (PDT), e logo seguiu para o plenário. No parecer, Jeová Campos disse que as propostas enviadas pelo Poderes poderiam comprometer o equilíbrio fiscal do Estado.


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

COMPORTA DO AÇUDE DE BOQUEIRÃO É ABERTA

COMPORTA DO AÇUDE DE BOQUEIRÃO É ABERTA


DESCASO NO HOSPITAL EDSON RAMALHO, EM JOÃO PESSOA

DESCASO NO HOSPITAL EDSON RAMALHO, EM JOÃO PESSOA


ver todos os vídeos